Mundo

Debate Biden x Trump: assista ao programa ao vivo

Os dois candidatos fazem o primeiro embate na TV nesta quinta-feira, 27

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 27 de junho de 2024 às 19h01.

Última atualização em 27 de junho de 2024 às 23h17.

O primeiro debate das eleições presidenciais de 2024 nos Estados Unidos será realizado nesta quinta-feira, 27, pela CNN, às 21h na hora local (22h em Brasília).

Será o primeiro encontro desta disputa entre Donald Trump e Joe Biden. Os dois também disputaram a eleição em 2020, com vitória do democrata. Naquele ano, os candidatos fizeram dois debates na TV, que ficaram marcados por embates agressivos, com um interrompendo o outro de forma seguida.

Neste ano, o debate ocorre antes mesmo das convenções, pela primeira vez na história americana. Geralmente, os encontros dos candidatos na TV ocorriam em setembro e outubro, semanas antes das eleições, em novembro. Desta vez, o primeiro programa ocorre a mais de quatro meses da data de votação.

O programa será exibido ao vivo pela CNN Brasil. Assista ao vídeo abaixo:

yt thumbnail

Quanto tempo dura o debate?

90 minutos, com dois intervalos comerciais.

Quais serão as regras do debate?

Os candidatos ficarão parados em púlpitos, cuja ordem será definida por um jogo de cara-ou-coroa.

Não haverá fala de abertura. Os moderadores farão as perguntas e cada candidato terá 2 minutos para a resposta, mais 1 minuto para réplica.

Enquanto um candidato estiver respondendo, o outro ficará com o microfone silenciado, para evitar interrupções.

Os candidatos não poderão levar nenhum material além de papel em branco, caneta e uma garrafa de água. Não haverá plateia no estúdio.

yt thumbnail
Acompanhe tudo sobre:Donald TrumpJoe BidenEleições EUA 2024

Mais de Mundo

Apesar de Kamala ter melhor desempenho que Biden, pesquisas mostram vantagem de Trump após ataque

A estratégia dos republicanos para lidar com a saída de Biden

Se eleita, Kamala será primeira mulher a presidir os EUA

Kamala Harris diz que será candidata a presidente e agradece apoio de Biden

Mais na Exame