Mundo

Corpo de mulher é encontrado dentro de serpente píton na Indonésia

Este foi o segundo caso do tipo em menos de mês na região do Sul do país

Cobra Píton, em imagem de arquivo (AlizadaStudios/Getty Images)

Cobra Píton, em imagem de arquivo (AlizadaStudios/Getty Images)

EFE
EFE

Agência de Notícias

Publicado em 4 de julho de 2024 às 14h42.

Os moradores de uma aldeia na ilha de Sulawesi, na região central da Indonésia, encontraram o corpo de uma mulher dentro de uma serpente píton, no segundo incidente deste tipo ocorrido nesta região do arquipélago asiático em um mês.

A vítima, de 38 anos, foi encontrada ontem por moradores da província de Luwu, no sul de Sulawesi, depois que seu marido denunciou seu desaparecimento quando ambos voltavam para casa.

Os vizinhos encontraram a píton na área onde a mulher tinha desaparecido e suspeitaram imediatamente que poderia ter devorado a mulher porque seu estômago estava inflamado, segundo afirma o relatório policial divulgado nesta quarta-feira, 3.

“Finalmente, depois de abrir a cobra, encontraram o corpo sem vida da mulher”, detalhou o texto, acrescentando que a mulher foi posteriormente enterrada perto de sua casa.

O relatório especifica que se tratava de uma píton reticulada ('Malayophython reticulatus), considerada a cobra mais longa do mundo, podendo atingir até oito metros e 250 quilos, que costuma sufocar suas vítimas com o corpo antes de engoli-las.

2ª vítima em um mês

Esta é a segunda mulher vítima desta espécie de animal em um mês nesta ilha indonésia. No início de junho, também foram os moradores que encontraram o corpo de uma aldeã de 45 anos engolida por uma píton de cinco metros.

A píton se alimenta principalmente de roedores, peixes e outros répteis, embora exemplares maiores também cacem macacos, veados, javalis e até leopardos.

Embora não seja comum, algumas pítons podem atacar e engolir um homem ou uma mulher adulta, como já aconteceu diversas vezes na Indonésia.

Em 2017, um homem de 27 anos foi encontrado morto dentro de uma píton em Sulawesi, enquanto uma mulher de 50 anos também foi encontrada dentro de outra cobra em 2022, na ilha de Sumatra.

Acompanhe tudo sobre:Indonésia

Mais de Mundo

Trump terá força para pacificar o mundo e conter Rússia, diz 'pai' do Brexit à EXAME

Eleição nos EUA: Trump vai inflamar ou moderar o discurso na convenção republicana?

Biden continua apresentando sintomas leves de covid-19, diz médico do presidente

Aliada de Macron é eleita presidente do Parlamento em 1º teste de forças após as eleições na França

Mais na Exame