Invest

Educação financeira na infância: 5 dicas para ensinar crianças sobre dinheiro

Descubra como ensinar conceitos básicos de finanças desde cedo e ajudar as crianças a desenvolver habilidades financeiras essenciais

Educação financeira: O legal é deixar a criança entender que se ela vai querer gastar, o dinheiro precisa vir de algum lugar (FG Trade/Getty Images)

Educação financeira: O legal é deixar a criança entender que se ela vai querer gastar, o dinheiro precisa vir de algum lugar (FG Trade/Getty Images)

Edicase
Edicase

Agência de notícias

Publicado em 23 de maio de 2023 às 14h54.

Última atualização em 23 de maio de 2023 às 14h59.

Durante a infância, é muito importante que as crianças aprendam alguns conceitos básicos sobre finanças. Isso vai ajudá-las a entender o valor do dinheiro e como usá-lo de forma inteligente no futuro. Além disso, ajudará os pequenos a desenvolverem habilidades financeiras que serão úteis ao longo da vida, como economizar, planejar gastos e tomar decisões conscientes.

Entendendo a relação com o dinheiro

O professor Cesar Guimarães, Diretor da MMP Materiais Pedagógicos, costuma dizer que a matemática financeira é uma arte, tem muita gente grande com dificuldade em entender a relação com o dinheiro. “A gente tende a dizer que as crianças não conseguem entender de finanças, afinal elas não têm experiência com isso, mas, se você nunca começar, a criança nunca vai ter experiência mesmo”, afirma.

Ainda segundo o profissional, há maneiras simples de começar a ensinar os pequenos sobre finanças. “Deixar a criança administrar um pouco de dinheiro, vale a pena, mesmo que nas primeiras vezes ela gaste tudo com doces. Separe um valor coerente com a idade dela e deixe ela mesma se desenvolver. E tenha paciência!”, sugere.

Custo do dinheiro para a criança

O importante é deixar a criança entender que se ela vai querer gastar, o dinheiro precisa vir de algum lugar, e tem algum custo ou esforço. Cesar Guimarães indica que esse custo seja algo como um valor por semana. Se acabou, a criança vai ter que esperar até a semana que vem para ter mais. Isso vai ajudar a trabalhar a ansiedade. Ou esse custo pode ser algo mais prático, como um pagamento por lavar uma louça ou varrer a casa.

5 dicas de educação financeira para crianças

  • Tão importante quanto economizar dinheiro é saber gastar de forma certa. Se a criança souber administrar e fazer escolhas certas no uso do dinheiro, ela vai conseguir aproveitar melhor;
  • Tenha uma abertura para falar de dinheiro, sem parecer que está explorando alguém ou que é “selvagemente” capitalista;
  • Comece pedindo para a criança fazer uma compra, dê um dinheiro para ela e peça que ela mesma vá pegar um sorvete;
  • Faça um contrato de prestação de serviço com seu(sua) filho(a), recompensando com um pagamento por um serviço de casa, como lavar a louça, varrer a casa etc.;
  • Tente mudar a frase: ganhar dinheiro para fazer dinheiro, afinal, você não ganha como presente, mas em retribuição a um produto ou serviço prestado.
Acompanhe tudo sobre:Portal EdiCaseeducacao-financeira

Mais de Invest

Ibovespa cai 13,8% e dá brecha para comprar ‘excelentes ações em promoção’

Inter faz campanha de renegociação e dá desconto de até 98%

Febraban alerta para golpe com falsa gravação sobre compras em lojas do varejo

Entenda a nova tributação de investimentos no exterior

Mais na Exame