Carreira

Canadá facilita residência permanente para cuidadores estrangeiros

Novos programas piloto concedem residência permanente a cuidadores estrangeiros, atendendo à crescente demanda no país

Canadá quer receber, ao menos, 15 mil imigrantes para trabalharem como cuidadores. (Divulgação/Divulgação)

Canadá quer receber, ao menos, 15 mil imigrantes para trabalharem como cuidadores. (Divulgação/Divulgação)

Fernando Olivieri
Fernando Olivieri

Redator na Exame

Publicado em 11 de julho de 2024 às 09h51.

O Canadá anunciou novos programas piloto para cuidadores, que concederão status de residente permanente aos trabalhadores domésticos ao chegarem ao país, sem a necessidade de acumular experiência de trabalho prévia. As novas iniciativas substituirão os atuais Home Child Care Provider Pilot e Home Support Workerimi Pilot, que expiram em 17 de junho. Além disso, os cuidadores poderão trabalhar em organizações que fornecem cuidados temporários ou de meio período para pessoas semi-independentes ou em recuperação. As informações foram divulgadas pelo Governo do Canadá.

Para serem elegíveis, os cuidadores devem atender aos seguintes requisitos: alcançar um nível mínimo de 4 no Canadian Language Benchmarks (CLB), possuir o equivalente ao diploma de ensino médio canadense, ter experiência de trabalho recente e relevante, e receber uma oferta de emprego em tempo integral na área de cuidados domiciliares. Esta nova estrutura facilita a entrada de cuidadores qualificados no país, proporcionando-lhes um caminho claro para a residência permanente.

De acordo com o plano de imigração para 2024-2026, o Canadá espera receber mais de 15.000 novos residentes permanentes através dos programas de cuidadores. Desde o lançamento dos programas em 2019, aproximadamente 5.700 cuidadores e seus familiares já se tornaram residentes permanentes. A demanda por cuidadores no Canadá está crescendo à medida que a população envelhece, com a previsão de que mais de nove milhões de canadenses se aposentem nos próximos seis anos, aumentando a necessidade de cuidados domiciliares.

Desafios

O aumento da participação das mulheres no mercado de trabalho, aliado ao envelhecimento da população, impulsiona a demanda por serviços de cuidado no Canadá. Dados canadenses de 2023 mostram um aumento na taxa de participação feminina na força de trabalho, subindo de 58,5% em 1990 para 61,5% em 2022. Em contraste, a taxa de participação masculina diminuiu de 76,1% para 69,5% no mesmo período, refletindo mudanças demográficas e sociais que aumentam a necessidade de cuidadores.

Além da escassez de cuidadores, muitos dos que já atuam no Canadá enfrentam desafios significativos. A precariedade do status de imigração pode levar à exploração e abuso por parte dos empregadores. Especialistas e críticos apontam que as rigorosas exigências de idioma e educação, implementadas antes do governo de Justin Trudeau, dificultam a permanência dos cuidadores no país.

Os novos programas piloto representam uma resposta a essas questões, simplificando o caminho para a residência permanente e fornecendo suporte adicional para cuidadores e suas famílias. Ao facilitar a entrada e permanência de cuidadores qualificados, o Canadá busca atender à crescente demanda por serviços de cuidado, garantindo que as famílias recebam o apoio necessário.

Qualidade de trabalho

Os novos programas não apenas buscam atrair mais cuidadores, mas também melhorar a qualidade do trabalho e as condições de vida desses profissionais. A mudança para permitir a residência permanente imediata elimina a necessidade de acumular anos de experiência antes de se qualificar para a residência, proporcionando uma estabilidade maior desde o início.

Além disso, as novas iniciativas permitirão que cuidadores trabalhem para organizações que oferecem cuidados temporários ou de meio período, ampliando as oportunidades de emprego e facilitando a integração no mercado de trabalho canadense. Essa flexibilidade é crucial para atender às diversas necessidades das famílias e dos indivíduos que requerem cuidados.

Acompanhe tudo sobre:CanadáImigração

Mais de Carreira

Gráfico da felicidade mostra pico aos 30 e aos 70 anos; entenda

7 profissões para quem gosta de vinho

Você se dá bem com seus amigos? Amizades são importantes para a longevidade, apontam estudos

Quer trabalhar com marketing digital, mas não sabe por onde começar? Aqui está o caminho

Mais na Exame